Gosto de literatura e fotografia. Então, mantenho dois blogs: "LUGARES" - dedicado à fotografia com relatos de viagens, experiências, informações e dicas aos marinheiros que se aventuram em "mares nunca dantes navegados" e "NOTAS DO SUBSOLO" , um caderno virtual dedicado à literatura. Espero que gostem.



20 de jun de 2010

TURQUIA DIA 5 - KUSADASI ,SELCUK, ÉFESO, PAMUKKALLE - 25 DE VIAGEM

PAMUKKALE

Em Pamukkale visitei o 'CASTELO DE ALGODÃO' , maravilha natural com suas cascatas brancas, estalactites e piscinas naturais formadas ao longo dos séculos pelo deslizamento das águas  carregadas de calcáreo procedentes das fontes termais.









Selçuk é a cidade central do distrito de Selçuk, província de Esmirna, na Turquia.  Se encontra  18 quilometros ao noroeste de Kusadasi  e a 3 quilometros de Éfeso.  Seu nome provém da denominação que os turcos que ali se estabeleceram aproximadamente no século XII,  lhe deram.

 É o coração do turismo da região. O maior museu arqueológico do mundo.

ÉFESO

     Éfeso está na parte ocidental da Ásia Menor, conhecida também como Anatolia, que hoje em dia faz parte da república  da Turquia. Fica a 6 Km. do mar egeu e 680 de Istambul.
     Na antiga cidade, destaques para :  templo de Adriano, os banhos Romanos, a biblioteca, o Odeon, o Teatro de Éfeso. Não existe certeza sobre quem e quando pela primeira vez fundou Éfeso que foi destruída e reconstruída inúmeras vezes. A primeira informação sobre isso vem da época de 2 mil anos AC. Sua existência foi mencionada perto do templo da mãe - Deusa Cibele, que posteriormente foi  denominada Artemisia. As mais antigas fontes revelam que foram as amazonas  que teriam fundado a cidade.
Odeon

A rua de mármore


Nike, a Deusa da Vitória

Rua de Curetes com a livraria de Celsus ao fundo

  
Panaya-Kapulo ou CASA DE VIRGEM MARIA, em  Éfeso.

  O Apóstolo São João terminou serus dias em Éfeso e aí escreveu o Evangelho. Cristo,  lhe confiou sua mãe, Virgem Maria, com quem teria vindo para Éfeso e ali vivido até sua morte. No final do séc. XIX foram feitas sondagens nas ruínas de uma casa e as cinzas foram estudadas com carbono 14 revelando que datavam so séc. I da nossa era, prova que confirma que Virgem Maria teria vivido ali. Hoje, a casa foi trasnformada em uma capela, local de peregrinação

placa indicativa

entrada da casa. não pode ser fotografada no seu  interior


velas e muro dos pedidos


velas em oferendas à familiares e amigos

Nenhum comentário:

Postar um comentário