Gosto de literatura e fotografia. Então, mantenho dois blogs: "LUGARES" - dedicado à fotografia com relatos de viagens, experiências, informações e dicas aos marinheiros que se aventuram em "mares nunca dantes navegados" e "NOTAS DO SUBSOLO" , um caderno virtual dedicado à literatura. Espero que gostem.



12 de jun de 2010

TURQUIA DIA 2 - CRUZEIRO PELO ESTREITO DE BÓSFORO (22 DE VIAGEM)




     
    O Bósforo (em turco İstanbul Boğazı, em grego Βόσπορος) é um estreito que liga o Mar Negro ao Mar de Mármara e marca o limite dos continentes asiático e europeu na Turquia.
    Tem um comprimento de aproximadamente 30 km e uma largura de 550 a 3000 m. Sua profundidade varia de 36 a 124 m no meio do estreito.
     Seu nome significa "passagem do boi" (de Βοῦς (boi) e πόρος (passagem) e se refere à história de Io, jovem amada por Zeus, transformada por ele em boi, e perseguida por uma mosca sugadora de sangue enviada por Hera, ciumenta. As margens do estreito são densamente povoadas, como exemplifica a cidade de Istambul.
     Duas pontes atravéssam o estreito de Bósforo.
     A primeira, Ponte do Bósforo, tem 1074 m e foi terminada em 1973.
     A segunda, Ponte Fatih Sultão Mehmet, tem 1090 m e foi terminada em 1988, mais ou menos a 5 km ao norte da primeira ponte.
     Marmaray, um túnel ferroviário de 13,7 km está em construção e seu término é previsto em 2010. Aproximadamente 1400 metros de túnel passarão sob o estreito, a uma profundidade de 55 m.( WIKIPEDIA)
.........................
    Saímos do hotel para o passeio pelo Bósforo às 8:00 hs da manhã. O dia estava lindo e o mar de mármara de um azul profundo parecia um lago. 
     Este estreito também é muito importante politicamente pois faz o tráfego naval entre países da antiga União soviética e o resto do mundo. O tráfego de navios e barcos é grande. Há navios que trabalham  fazendo o transporte de milhões de pessoas todos os dias de ambos os lados da cidade.
     Mesmo nos quentes dias de verão, é recomendável levar um casaco, pois o vento durante a viagem às vezes incomoda.
     Na primeira parada do barco está o Palácio Dolmabahçe. Construído entre 1843 e 1856, final do Império Otomano.   O edifício tentou mostrar a riqueza dos sultões diante do inegável fato de que a queda era iminente.
     Assim como o Topkapi o palácio também é dividido entre os aposentos oficiais e o harém.
     Um dos destaques do Dolmabahçe é um lustre de quase cinco toneladas, doado pela Inglaterra.
     Em toda sua extensão pode-se apreciar cafés e restaurantes, casas antigas de madeira Turca (Yalis)  a Universidade do Bósforo (universidade mais importante da Turquia, onde as aulas são dadas em Inglês).


     Também chama a atenção o forte de Rumeli Hisar, uma das edificações otomanas mais antigas da cidade, construída antes mesmo da conquista de Constantinopla.
     Outro monumento famoso às margens do Bósforo é o Palácio de Beylerbeyi, que fica do lado asiático. Era usado como residência de verão dos sultões e  que logo estarei   visitando.



Nenhum comentário:

Postar um comentário