Gosto de literatura e fotografia. Então, mantenho dois blogs: "LUGARES" - dedicado à fotografia com relatos de viagens, experiências, informações e dicas aos marinheiros que se aventuram em "mares nunca dantes navegados" e "NOTAS DO SUBSOLO" , um caderno virtual dedicado à literatura. Espero que gostem.



22 de jun de 2010

TURQUIA DIA 7 - CAPADÓCIA - 27 DE VIAGEM

     Este dia inteiro será dedicado à visita  desta região única no mundo, com formações vulcânicas. Visitei ao vale de GOREME, com complexo de igrejas escavadas na pedra com belissimos afrescos; ainda os povoados trogloditas de Passagab, em Zelve; a fortaleza natural  de Uçhisar; Ortahisar; Urgup, o pequeno povoadp de Avanos e à  cidade  subterrânea - construídas como refúgios para os cristãos  da época e compostas de vários pisos abaixo da terra, ventilados por chaminés.

Capadócia

    (em turco: Kapadokya, em grego: Καππαδοκία, Kappadokía) é uma região histórica e turística da Anatólia central, na Turquia.
     A noção de "Capadócia" é tanto geográfica como histórica, tendo os seus contornos variado consideravelmente, conforme as épocas e pontos de vista. O geógrafo e historiador grego Heródoto considerava que a Capadócia estava delimitada pelos Montes Tauro a sul, pelo Lago Tuz (em turco: Tuz Gölü) a leste, pelo rio Eufrates a leste, e pelo Mar Negro a norte, uma área que, com algumas variações, foi sucessivamente uma satrapia (província) persa, satrapia do Império Macedónio, Reino da Capadócia e província romana.
    Atualmente, o termo Capadócia tanto pode referir-se a uma área de aproximadamente 15 000 km² entre Aksaray, Hacıbektaş, Kayseri e Niğde, cuja população total não chega ao milhão de habitantes, como a uma área muito mais restrita, o triângulo com aproximadamente 20 km de lado delimitado por Nevşehir, Avanos e Mustafapaşa, a sul de Ürgüp, sendo esta última zona a mais conhecida em termos turísticos. Em muitos mapas, o nome da Capadócia não é mencionado, já que não corresponde a qualquer demarcação política.
    Em alguns contextos, principalmente na Antiguidade, o termo Capadócia designa uma região ainda mais vasta que a descrita por Heródoto, estendendo-se à costa mediterrânica a sul e quase até o que é hoje a Arménia a norte.
    O historiador grego Estrabão chama Cilícia à zona administrativa do que é hoje Kayseri, a antiga Cesareia e Mazaca, um termo que é mais usualmente aplicado, pelo menos em registos mais recentes, à região costeira do sul/sudeste da Anatólia.
    Quanto à região mais a norte, historicamente é usualmente mais associada com o Ponto.
    As características mais distintivas da região são as formações geológicas únicas, resultado de fenómenos vulcânicos e da erosão, e o seu rico património histórico e cultural, nomeadamente cidades subterrâneas e inúmeras habitações e igrejas escavadas em rocha, muitas destas com admiráveis frescos.
    Em 1985, o Parque Nacional de Göreme, uma das áreas mais famosas da região, com 9 576 ha, foi declarada Património Mundial pela UNESCO(fonte wikipédia)

VALE DE GOREME

     A sensação é indefinível e indescritível frente ao vale de Goreme. A bacia de erosão da Capadócia é o resultado das erupções dos vulcões de Argeia/ Erciyes, Hasandag e Melendiz, hoje extintos, mas que por milhares de anos construíram uma mistura de cinzas e lama que a chuva e o vente se encarregaram de esculpir.
     O solo rachou-se  ou desfez-se dando à paisagem um aspecto lunar com formas e cores difíceis de descrever. Assim é a CAPADÓCIA.
     Fugindo das perseguições romanas, os cristãos vieram refugiar-se em pequenos grupos que se juntaram às comunidades monásticas ali existentes. Escavando a pedra tenra construíram vilas subterrâneas, igrejas rupestres com paredes cobertas de belas pinturas, criaram grutas cobrindo de buracos as faces das rochas, dando à Capadócia seu caráter tão peculiar.
    OUTROS VALES DA CAPADÓCIA

Mais famosos: Vale de Peristrama; das Chaminés - Chaminé das Fadas;- Povoado Troglodita - Pombais(Urgrup); Povoado(Avano).
Fortalezas  Naturais: de Uçhisar; Ortahisar.


Lustrador de sapatos no hall do hotel

Vale de GOREME, Capadócia


Cidades escavadas nas rochas

Na primavera, rosas são constantes em toda Turquia


CIDADES SUBTERRÂNEAS

     Devo confessar que não tive coragem de entrar. São corredores estreitos que se abrem, eventualmente, em  minúsculas peças utilisadas pelos moradores como quartos, cozinhas, etc...
     Estas cidades foram construídas por razões de segurança, pois a Capadócia foi desde cedo alvo dos bizantinos e árabes, durante, principalmente, entre os séculos VII e XII.
     As cidades mais  importantes  são Kaymakli ( 8 andares subterrâneos) e Dennkuyu, mas existem dezenas. Kaymakli, por exemplo, tem 13 andares subterrâneos, com mais de mil e duzentos quartos e com capacidade para uma população de aproximadamente 10mil pessoas.


 
Placa  de entrada da cidade subterrânea de Ozkonak

mosteiro das mulheres

Linda árvore de olhos turcos, para  espantar todos os azares

Origem do nome Capadócia - Terra de cavalos bonitos, homenagem aos cavalos selvgens que existiam no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário