Gosto de literatura e fotografia. Então, mantenho dois blogs: "LUGARES" - dedicado à fotografia com relatos de viagens, experiências, informações e dicas aos marinheiros que se aventuram em "mares nunca dantes navegados" e "NOTAS DO SUBSOLO" , um caderno virtual dedicado à literatura. Espero que gostem.



6 de jun de 2010

BUDAPESTE DIA 15 e 16 - VIAGEM DE TREM À KOSICE - REPÚBLICA DA SLOVAQUIA

    
      Dia amanhecendo e o trem para Kosice saiu no horário: 6h32m. O tempo previsto de viagem era  de 3h:40m., mas   a chuva não deu tréguas por todo o caminho. 
     Nele, vimos que a situação das enchentes no interior da Hungria e Slováquia eram sérias. Vários açudes,  represas e rios transbordando e a água chegando à beira dos trilhos, invadindo  casas. O trem avançou lentamente e a viagem atrasou quase 40 minutos.
       O Hotel  Double Tree, by Hilton, reservado pela internet fica a 800 metros da estação de trens, mas a chuva era tanta que foi preciso pegar um táxi.
     O hotel é moderno, muito confortável, com excelente café da manhã.  nota dez. 
   A chuva não impediu o passeio pelo centro histórico, que todos dizem ser um dos  mais lindos e mais bem conservados da Europa. 
    E é verdade, mas o tempo estava  tão ruim que após uma hora não foi mias possível continuar. A compensação foi um delicioso jantar à luz de velas, no restaurante do próprio hotel.
   No dia seguinte o trem de volta para Budapeste só partiria às 18h06m.  O dia amanheceu radiante, ensolarado como que por mágica. Quente. Cheguei a voltar bronzeada...    E foi maravilhoso!!!!

    Foi possível descobrir KOSICE com outros olhos.  O que notei é que todo mundo por lá anda de bicicleta, mais do que normalmente já acontece na Europa de  modo em geral.  Velhos, jovens, crianças que mal andam, magros, gordos. Assim como também andam de patins. É lindo ver famílas inteiras no calçadão principal, na via para ciclistas, todos, com seus capacetes,  pedalando, os bebês juntos.
   
     Kosice é uma cidade com um passado ilustre e agitado. Sua primeira menção  data de 1230, quando é referida como "Villa Cassa". 
  
     A rua principal, reconstruída, ladeada por casas burguesas e palácios, oferece aos visitantes um passeio agradável e é também o local para eventos importantes na vida da cidade.
  
     A catedral Santa Elizabeth é considerada uma das mais belas estruturas góticas no mundo. Ela foi construída entre 1378 e 1508 e é o mais antigo marco arquitetônico da cidade.

    A Capela de São Miguel, localizada ao sul da Catedral, é uma nave única edifício gótico do século 14. Originalmente era uma capela do cemitério, e é o segundo prédio mais antigo da cidade. 
    
    O Palácio Forgach, estilo Império, abriga atualmente uma Biblioteca Pública.


 Algumas fotos de mais esta aventura:

    
    Kosice com chuva  

Boas vindas no hotel

A cidade no seu centro histórico

Águas dançantes na praça

Flor diferente parece nossa estrela de Natal...
Fachada Hotel

Vista da Catedral  de Santa Elizatebe






A rua principal do centro histórico é tomade de restaurantes, cafés...
Só na tarde de domingo flagrei quatro casamentos em Kosice.
Os noivos, após a cerimônia na catedral, saem para as praças e fazem fotos nos pontos pitorescos da cidade.
Não estão lindos estes aí???
  
     Ainda domingo, na volta de Kosice, aproximadamente na metade no caminho, já saindo da Slováquia e entrando na Hungria tivemos uma surpresa: o trem parou de repente, isto após já ter permanecido quase 40m. parado anteriormente e um funcionário da estação local nos solicitou que descessemos e embarcassemos em um ônibus.
     Depois de rodarmos por quase uma hora chegamos a uma cidadezinha onde outro trem estava a nossa espera.
     No percurso vimos várias casas inundadas, o exército húngaro prestando assistência junto à comunidade, com a confecção de centenas de sacos de areia, visando impedir o avanço das águas.
     Até por um caminhão do exército tombado, com as rodas para cima, passamos durante o trajeto. E, pelo ônibus avançavam ambulancias e bombeiros com as sirenes abertas.
     Este foi o resultado das chuvas da última semana. O Danúbio que já é um rio caudaloso normalmente avançou também sobre Budapeste.
     Felizmente sábado o sol apareceu com força, o dia foi quente e seco e as águas começam a baixar.

2 comentários:

  1. O leste europeu revela surpresas muito agradáveis, como se percebe pelo seu diário de bordo e as lindas imagens que publicou.
    Mesmo a quilômetros de uma escada de embarque de avião, o seu blog é uma viagem fascinante.
    Um abraço!

    ResponderExcluir