Gosto de literatura e fotografia. Então, mantenho dois blogs: "LUGARES" - dedicado à fotografia com relatos de viagens, experiências, informações e dicas aos marinheiros que se aventuram em "mares nunca dantes navegados" e "NOTAS DO SUBSOLO" , um caderno virtual dedicado à literatura. Espero que gostem.



27 de mai de 2010

     Ontem resolvemos exagerar. Subimos a colina Géllert em direção a um local chamado CIDADELA, onde existe um complexo, com museus sobre a participação Húngara na Segunda Guerra, um buncker reservado como abrigo nuclear, feira de artesanatos, restaurantes, e o Monumento da Libertação, uma estátua com mais de 14 metros de altura erguida para comemorar a libertaçãodo país em 1947. O período que se seguiu foi o inicio do domínio soviético, mas após a queda do comunismo esta estátua não foi demolida nem removida como quase todos outros existentes na cidade, porque se tornou um símbolo da cidade.
     Ao pé da figura central de uma mulher segurando uma folha de palma, encontram-se outras duas estátuas alegóricas que representam a luta do Bem contra o Mal.
     Mas para chegar lá foi preciso subir mais de setecentos degraus. Não foi fácil, mas a deslumbrante vista compensou. Subir e depois descer... não é?
     As fotos ABAIXO são desta empreitada e a última mostra o tipo de degraus que tivemos que enfrentar.













Nenhum comentário:

Postar um comentário