Gosto de literatura e fotografia. Então, mantenho dois blogs: "LUGARES" - dedicado à fotografia com relatos de viagens, experiências, informações e dicas aos marinheiros que se aventuram em "mares nunca dantes navegados" e "NOTAS DO SUBSOLO" , um caderno virtual dedicado à literatura. Espero que gostem.



15 de jan de 2010

Quase dez horas de voo para se chegar à Lisboa. A viagem foi cansativa, mas boa. Consegui dormir quase toda a noite já preparando a passagem do fuso horário, que para Lisboa são de quatro horas, e Budapeste, cinco. Após o jantar, assisti ao último filme de Clint Eastwood "Gran Torino", a alguns episódios hilários de Two and a Half Man", seriado antigo da Sony, continuei a leitura do depressivo "O Homem Comum".
Sentados nos assentos em frente, um jovem casal. Ela brasileira, ele norte americano. Bobamente apaixonados. Redundância. Riem de nada. Com a boca e os olhos. Fase leve, que com o tempo, inexorávelmente, dará lugar ao desbotado, morno. É muito ruim a gente se acostumar a uma pessoa ou uma situação. A tendência é desvalorizar. O hábito nos afasta da 'tensão' própria da fase inicial dos relacionamento. Nos faz preguiçosos, relapsos. Para continuar é preciso buscar sempre um novo olhar, reinventado.
O aeroporto de Lisboa nos surpreendeu pela bagunça e falta de estrutura. Estaria sendo injusta se comparasse dizendo 'parece no Brasil'. Estamos muito bem servidos e melhorando sempre estes serviços e quando se sai do país se percebe o quanto! A fila de entrada, no serviço de imigração era quilométrica e nela permaneci quase uma hora. Para entrar em Lisboa! e isso que era só para fazer o voo de conexão para Budapeste...nem iríamos permanecer em Portugal. Durante o tempo de permanência notei algumas meninas e uma senhora com uma criança de colo sendo interrogadas por policiais por não possuirem as 'condições' de entrada. Portugal é mesmo a porta de entrada da Europa e dos países do Mercado Comum Europeu. Vêm em busca de trabalho, entram com visto de turista e depois ficam na clandestinidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário