Gosto de literatura e fotografia. Então, mantenho dois blogs: "LUGARES" - dedicado à fotografia com relatos de viagens, experiências, informações e dicas aos marinheiros que se aventuram em "mares nunca dantes navegados" e "NOTAS DO SUBSOLO" , um caderno virtual dedicado à literatura. Espero que gostem.



29 de jul de 2016

MAIS UM MÊS EM PARIS - 26/07 à 26/08/2016


Agosto, todo mundo que viaja sabe, não é um mês recomendável para visitar Paris. É muito quente,  os  turistas  são muitos e, como é o mês de férias dos franceses, muitos viajam para outros países, para o interior, para as praias francesas, espanholas, e diversos negócios locais permanecem durante todo o mês, fechados. Sem contar ainda que agosto também é o mês de férias dos teatros, espetáculos, óperas etc...
Mas esse ano, quando percebi, já estava com a viagem programada.Embora em viagens, gosto de ter tempo para tudo, flanar, descobrir coisas inusitadas, fazer feira, ler, enfim, transformar esse tempo em conhecimento, mas também descanso. E principalmente para o que mais faço: fotografar.
Paris Home (www.parisianhome.com)  tem escritório  no 9, rue Mandar, 750022 Paris, Tel: +33(0)1 45080337

Alugar  um apartamento para quem vai ficar um mês ou mais é o ideal para quem gosta de estabelecer uma rotina, como se estivesse em casa. Uma dica interessante é que quase não há diferença entre o aluguel de um apartamento, Studio, para 15 dias ou um mês. A diferença de valor é mínima, o que não acontece se se decide ficar em um hotel, por exemplo. Sem contar que fazer algumas refeições em casa representa economia, sempre.

Existem on line inúmeros sites que oferecem apartamentos, quartos, casas, etc... Em qualquer lugar do mundo, ainda mais em Paris, isso é muito fácil de ser feito. 

Já perdi a conta das vezes que usei esse serviço, e, embora se deva tomar cuidado, verificando a idoneidade dos sites, até hoje não tive surpresas desagradáveis. Mas uma coisa que aprendi é não me deixar levar pelas fotos que mostram o imóvel, porque geralmente elas são tiradas por profissionais e são feitas para impressionar o possível inquilino. 
Escolho a região, (arrondissement), o tamanho, números de hóspedes que comporta e depois um pente fino no que oferece. Item por item. Um apartamento feito para receber hóspedes de alta rotatividade, não oferece o mesmo conforto de um destinado a "longa duração" (um mes ou mais). Depois vem a escolha pelo preço que pretendo pagar. 
Procuro o melhor dentre todas essas condições, dentro do preço disposta a pagar.

Dessa vez escolhi a Paris Home,  através do Airbnb (www.airbnb.com). 
A escolha recaiu sobre o 1 Arrondissement, a uma quadra do Museu do Louvre. Ficar no centro tem alguns benefícios que superam o barulho, a multidão. A qualquer momento se está a poucos passos seja do que for a pé. Não se precisa de maiores esquemas para sair e ver o que a cidade oferece, e para os  quartiers mais distantes o metro resolve super bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário